Destino Nacional

Viajar Sozinha [2023]

Você já viveu a experiência de viajar sozinha? Sei que é um tema muito sensível para muitas mulheres e se você chegou até cá provavelmente é uma viajante solo ou uma mulher que quer deslindar porquê viajar sozinha.

Por muitos anos fomos ensinadas que o mundo era o lugar dos homens e que deveríamos esperar por eles para viajar. E não falo unicamente da estação em que as mulheres eram consideradas civilmente incapazes, mas da sociedade em que vivemos atualmente.

A mulher livre ainda é um tabu!

Se você é uma viajante solo, talvez já deva ter escutado frases porquê: “Mas e o seu namorado/marido deixa?”, “Coitadinha, é tão solitária que precisa viajar só”, “Aposto que está indo encontrar qualquer varão”.

Quando, na verdade, viajar sozinha é estar completa de si mesma. É ter amigos, família e até mesmo namorado/marido e escolher a sua própria companhia para aquele momento.

O que nascente item aborda:

Viajar sozinha é mesmo para mim?

Viajando sozinha por Salvador
Viajando sozinha na minha própria cidade

Viajar sozinha é para todas as que querem! Isso mesmo! Viajar solo pode ser para todas, mas não precisa ser para todas as mulheres.

Precisamos ter recta a escolher e resolver qual estilo de viajantes nós somos e nenhuma mulher será mais ou menos empoderada pelo estilo que ELA escolher.

Mas porquê saber se eu quero mesmo desbravar o mundo sozinha?

Bom, o primeiro passo é sentir vontade. Mas antes de você transpor por ai atravessando o mundo sozinha, vou te propor um teste:

Seja uma viajante solo na sua própria cidade por um dia! Acorde, tome um bom moca da manhã, coloque uma roupa muito formosa e vá para qualquer ponto turístico da sua cidade.

Chegando lá esqueça qualquer preconceito e julgamento, se sinta uma verdadeira turista, tire fotos, converse com pessoas, peça para outras pessoas te ajudarem com as fotografias.

Depois vá para qualquer restaurante/moca e peça uma mesa para um e usufruto da sua própria companhia.

Chegando em moradia avalie os seguintes pontos: porquê eu me senti? Me senti muito solitária? Achei repugnante? Me senti muito?

Caso as respostas não cheguem de repentino faça outros programas sozinha para ir ganhando crédito. Quem sabe um termo de semana em uma cidade vizinha não é a melhor forma de inaugurar a viajar sozinha do que viajar para a Tailândia?

Porquê planejar minha viagem

A grande vantagem de uma viagem solo é ter a liberdade de planejar e programar nosso próprio roteiro, fazer exatamente tudo que a gente sonhou. A decisão é unicamente nossa!

Ao planejar e organizar a sua viagem você deve pesquisar bastante sobre os locais que irá visitar. É importante saber sobre a cultura sítio daquele lugar, porquê o povo se comporta, as vestimentas, porquê é a segurança nas cidades visitadas, porquê se locomover.

Quanto maior o nosso conhecimento sobre o sítio, menores são as chances de nos colocarmos involuntariamente em situações de risco.

Ao percebermos, por exemplo, que uma atração turística fica em um sítio só da cidade, encaixaremos a sua visitante para o vez da manhã, evitando visitar o sítio no período da noite.

Dicas de segurança

Quando pensamos em desbravar o mundo todos nos deparamos com diversos medos: pânico do linguagem, pânico de transpor da zona de conforto, pânico de não ter verba ou tempo. Mas quando somos mulheres outros medos permeiam nossas cabeças: porquê vou para um lugar distante e que eu não conheço sozinha e se eu foi abordada ou violentada somente por ser mulher?

Mas quero que você pense comigo: você é uma mulher e mora no Brasil, um dos países mais perigosos para ser mulher do mundo. Você é uma sobrevivente! E porquê boa sobrevivente você desenvolveu habilidades para ser mulher nesse país e essas técnicas não irão vanescer por você estar em uma cidade ou um país dissemelhante. Esse pânico é importante e nos faz alerta!

Você beberia uma bebida oferecida por um estranho no Brasil? Logo deve seguir o mesmo princípio e não admitir bebidas em uma viagem. Você não entraria em uma rua deserta a noite, portanto continuará buscando alternativas mais seguras.

Bebidas e viagem solo

Uma mulher que vai viajar sozinha pode sim transpor a noite, ir para a balada, mas é bom tomar desvelo com a bebida. Cada uma conhece o seu limite e o ideal é aproveitar, mas sem cruzar a fronteira (ou seja, sem que seu nível alcóolico passe a atrapalhar o seu julgamento).

CONHECER E SABER SE DEFENDER DE GOLPES TAMBÉM É ESSENCIAL! O JOHNNIE LUSTOZA, DO BLOG VOU NO MUNDO,  LISTOU OS 10 GOLPES APLICADOS EM TURISTAS NOS BARES DO MUNDO. INDICO DEMAIS A LEITURA PARA EVITAR SER SURPREENDIDA PELOS GOLPISTAS.

Uma pequena moca

Uma outra dica que eu te dou é se alguma situação te deixar constrangida ou com o alerta ligado MINTA! Dessa forma, diga que seu marido e rebento te aguardam no hotel ou alguma outra coisa que deixe subentendido que existe alguém esperando por você.

Sítio da hospedagem

Escolha uma hospedagem em um sítio medial, de preferência com movimento no período noturno. Sabemos que quanto mais próximo ao meio, mais faceta a hospedagem, mas com bastante pesquisa e planejamento é provável encontrar hospedagens por preços acessíveis nas regiões centrais.

Chip de celular

Vivemos em um mundo conectado, o que facilitou demais aos desbravadores do mundo. Lembro na minha primeira viagem internacional sem minha família, no longínquo ano de 2006, a dificuldade que era dar notícias em moradia.

Sei, também, que atualmente em muitos lugares existe wi-fi gratuita pelas ruas, restaurantes e hotéis. Mas lembre-se que você estará sozinha e não devemos dar munição para o contratempo. Durante a temporada do planejamento financeiro inclua um chip de celular porquê item fundamental, assim você terá a internet em suas mãos para dar notícias, para resolver alguma situação.

Apitos

Carregar um silvo no bolso pode ajudar em situações indesejadas. Dessa forma, caso sinta qualquer risco ou esteja efetivamente enfrentando uma situação de agressão e/ou intimidação, o silvo chamará atenção das pessoas ao volta.

Documentos pessoais

Carregar os documentos pessoais em uma “doleira” junto ao corpo ou deixá-los no quarto da hospedagem é uma decisão muito pessoal.

como levar dinheiro em viagem

Por isso, sugiro que siga seu instinto ao determinar a questão da segurança da hospedagem e do sorte. Mas independentemente disto, recomendo que antes mesmo de você transpor de moradia transforme todos os seus documentos importantes (CNH, RG, PASSAPORTE) em documentos digitais e encaminhe para uma nuvem (Google Drive, AirDrop, e-mail).

Aliás, recomendo compartilhar os TODOS os documentos, incluindo seguros, com alguns amigos, uma vez que nunca estamos nos preparando para o pior. Mas infelizmente infortúnios acontecem.

Moeda

É muito importante você variar a forma que carregará o seu verba. Eu sempre levo cartão de crédito, cartão de débito de banco internacional (para poupar iof), além do verba em cash.

Aliás, sobre o verba em papel moeda, recomendo nunca carregar todo em um único lugar. Por isso, distribua-o em diversos lugares por segurança, vai que suceder qualquer imprevisto e você é assaltada ou perde a carteira, você não ficará completamente seu verba.

Dica extra: Um dos locais que costumo camuflar o verba enquanto viajo é em absorventes. Você coloca dentro do esponjoso individual, de uma forma que não dê para identificar o teor, por isso diminui os riscos de ser lesado em furtos em quartos de hotéis ou até mesmo em assaltos.

esconder dinheiro no absorvente
Um truque de segurança é dividir o verba e colocar dentro do esponjoso. Lembrando que não é para colocar o esponjoso na bolsa e usar de carteira, o objetivo é separar o verba e deixar ele escondido em outro sítio.

Anotações analógicas

Atualmente vivemos no do dedo e fazemos praticamente tudo pelo celular, mas já imaginou se o celular quebra, fica sem bateria em um momento de urgência? Dessa forma, escreva em um pedaço de papel as informações importantes e carregue-o sempre consigo.

Mas quais as informações eu sempre levo anotada em papel?!

  • número dos meus documentos
  • endereço e telefone da minha hospedagem
  • número de voos
  • telefone e endereço do consulado do Brasil
  • número do seguro viagem
  • número de um contato de emergência

Seguro Viagem

Antes de fazer uma viagem é bom pensar em todos os pontos, ainda mais viajando sozinha, é aquele venho ditado ˜É melhor prevenir do que remediar˜! Por isso, evitando qualquer dor de cabeça, gastos além do planejado e um perrengue gigantesco, o mais indicado é contratar um seguro viagem que te deixe tranquila e segura caso alguma coisa aconteça. E eu consegui um cupom de desconto de 5% para todos os meus leitores, basta clicar no link.

*a empresa é parceira do blog. Ao reservar por nascente link você não pagará zero a mais e ajudará a manter esse blog funcionando.

Dispositivos de segurança para quartos de hotel

Trava de porta para viagem
Quando você vai viajar sozinha é interessante levar essa trava portátil e prometer que ninguém que tenha a chave mestra abra a sua porta.

Existem diversos dispositivos de segurança que podem ser utilizados nas portas dos hotéis e airbnbs para evitar que outras pessoas (que tenham a chave mestra) possam entrar no seu quarto sem a sua autorização.

Aplicativos para mulheres viajantes

Existem também diversos aplicativos para mulheres que viajam sozinhas e que ajudam nessa jornada:

1 – Sister Wave

Essa plataforma brasileira permite conectar mulheres viajantes com mulheres locais que oferecem hospedagem com preços acessíveis. Essa plataforma cria ainda uma rede sítio de esteio em que a viajante terá a visão do lugar visitado pelos olhos das moradoras.

2 – “BlaBlaCar” Só para elas

O famoso aplicativo “BlaBlaCar” criou uma instrumento em que é provável organizar (oferecer e admitir caronas) em carros exclusivamente feminino. Deixo cá o destaque que o aplicativo tem inúmeras medidas de segurança para prometer uma comunidade segura e confiável, utilizo com frequência o aplicativo em viagens mistas e nunca tive nenhum problema.

3 – Life360

Permite a você compartilhar sua localização em tempo real com sua família e amigos.

4- Mayday Safety 

Uma outra escolha para compartilhar a sua localização em tempo real.

5 – Tourlina

Essa plataforma permite conectar viajantes do mundo inteiro, seja para conseguir uma companhia de viagem ou unicamente uma dica de qualquer sorte.

6 – Flush

Sabe aquela vontade incontrolável de ir no banheiro? Esse aplicativo salva vidas indicando o banheiro público mais próximo de sua localização.

Aliás, vale a pena lembrar que em diversos outros países é preciso remunerar qualquer valor para utilizar os banheiros públicos, esteja sempre munida de moedas.

7 – Tinder

O famoso aplicativo de paqueras pode ser muito útil para encontrar um crush sítio ou mesmo conseguir dicas de lugares incríveis e não turísticos.

Aliás, caso você não esteja mesmo para a paquera, unicamente para conversa, troca de ideias e informações sobre a cidade, pode deixar isso simples na sua bio do aplicativo.

A versão paga do aplicativo permite que você chegue no sítio antes mesmo da sua chegada física, ou seja, permite que você consiga informações diferenciadas (ou mesmo um paquera) ainda na temporada de planejamento da viagem.

Viajar sozinha não significa estar sozinha

Uma viagem sozinha não é sinônimo de solidão ou de que estará sozinha durante toda a viagem, mas sim de poder escolher (ou não) pela solitude naquele momento.

Esse tipo de viagem te dá liberdade de se conectar mais facilmente com outras pessoas (viajantes ou locais), de ter trocas inesquecíveis e que tornarão a viagem ainda mais peculiar.

Dessa forma, ao ter contato com as experiências e ao olhar do mundo visto pelo outro. Você começará a entender um pouco mais sobre as diferentes formas de vida, muito porquê as diferentes culturas e da venustidade desse mundo plural.

Logo, caso você esteja ensejo a ter essa troca com outras pessoas durante a sua viagem solo, já salva essas dicas:

Hostel

viajar sozinha quarto feminino hostel
Um quarto exclusivamente feminino com cortinas garantindo a privacidade em um hostel que me hospedei.

Além de permitir uma aproximação mais próxima com os outros hóspedes, o hostel ajuda bastante no orçamento final de uma trip solo, já que nesse caso a hospedagem será custeada tão somente por você.

Existe uma plataforma que eu utilizo muito e recomendo chamada Hostelworld.* Com eles vocês conseguem pesquisar locais no mundo inteiro, ler avaliações, ver fotos.

  • Aliás, a empresa é parceira do blog. Por isso, ao reservar por nascente link você não pagará zero a mais e ajudará a manter esse blog funcionando.

Free Walking Tour

Free walking tour viajar sozinha
O bom de viajar sozinha é saber gente! O melhor guia de walking tour que eu já fiz. Tour: Forte de Praga.

Outra forma aproveitar bastante, não ultrapassar o orçamento da viagem e ter interações com outras pessoas é fazer tours em grupo.

Aliás, existe uma modalidade bastante generalidade na Europa, e já disponível em diversas cidades brasileiras e pelo mundo: Free Walking Tour.

São tours em que você não irá remunerar de forma antecipada e em um valor fixo, mas você pagará ao guia o quanto acha que valeu aquela experiência e seu bolso permitir. Existem vários sites e agências que fazem esse tipo de roteiro, é provável encontrar através de sites porquê o tripadvisor e o freetour.

Mas porquê funciona? Você e todas as pessoas interessadas naquele passeio irão até o sítio indicado para o encontro, lá encontrarão o guia (normalmente um guia sítio). Os tours são sempre recheado de informações, de dados históricos e de uma forma interessante e divertida.

Eu não abro mão de fazer um free walking tour pelos lugares que eu passo.

Aliás, você poderá encontrar a experiência em muitos hostels que por ventura se hospedar.

Seja simpática

viajando sozinha Como fazer amigos viajando sozinha

Ser simpático e aprazível deveria ser alguma coisa inerente de todo mundo e aposto que na maioria dos seus dias você também é. Mas as vezes quando viajamos ficamos muito retraídos, estamos fora da nossa zona de conforto e tentamos nos proteger entrando no casulo. Soma-se a isso ao traje de que em alguns lugares com culturas diferentes da nossa, as pessoas podem ser um pouco impessoais e frias.

Mas ser simpática já me rendeu bons amigos nas andanças pelo mundo, pequenos gestos que podem mudar tudo.

Em 2019, mais especificamente em Bruxelas, eu estava inicialmente caminhando pela Grand-Place quando avistei um grupo tentando tirar uma selfie. Diante da dificuldade para enquadrar todo o grupo, perguntei se eles queriam que eu batesse uma foto do grupo.

Por isso, naquele momento bati a retrato, eles agradeceram e começamos a conversar. Descobri que tínhamos 4 nacionalidades diferentes (eu, brasileira, dois belgas, uma holandesa e um americano).

Aliás, eles estavam fazendo um tour por Bruxelas para apresentar ao camarada americano que havia concluído de chegar. Me convidaram e eu aceitei o invitação e tive um dia incrível em Bruxelas, consegui enxergar a cidade pelos olhos dos locais, ainda que em pontos muito turísticos.

Mas esse dia somente aconteceu porque eu parei e tirei uma foto e porque eu estava ensejo ao novo e com flexibilidade.

Tenha um roteiro maleável

slow travel
Aproveitando minha própria companhia em um SPA, depois resolver ir para os Gerês.

Para mim o melhor de viajar sozinha é fazer o meu próprio roteiro, seleciona aquilo que eu quero e não quero fazer. Porquê eu também já falei pesquiso e planejo exaustivamente a viagem e cada sítio do roteiro.

Mas isso não significa que eu tenha um roteiro rígido, muito pelo contrário. Planejar, organizar me permitem ter um conhecimento maior do lugar por segurança, me permitem evitar algumas atrações em determinados horários e até mesmo ter uma solução rápida caso a hospedagem não seja aquilo que eu imaginei, mas não me deixam presa a um roteiro fechado e rígido.

A cada ano que passa eu venho me tornando adepta ao “Slow Travel” e com isso venho procurando sentir mais os locais que eu visito e não unicamente passar por eles.

Aliás, existem coisas que somente podem ser vividas e que são impossíveis de planejar com antecedência ou de encontrar na internet.

Dessa forma, tomemos porquê exemplo meu dia em Bruxelas, se eu tivesse um cronograma altamente rígido, eu provavelmente teria rejeitado o invitação feito e não teria tido aquele dia tão fenomenal.

Eu deixei de ir em um dos principais pontos turísticos da cidade (que era meu roteiro planejado), mas preferi escutar minha percepção. Naquele momento fazia sentido mudar a programação e ter uma experiência única.

Agora quero saber a experiência de vocês viajando sozinhas! Tem alguma história incrível para compartilhar? Deixa cá nos comentários.

Para saber mais sobre o visto para nômades digitais veja o vídeo do ducto FM Cidadania Italiana e Portuguesa

VAI FAZER UMA VIAGEM ROMÂNTICA DE LUA DE MEL OU DIA DOS NAMORADOS?

Restaurantes românticos no Rio de Janeiro: 15 lugares para jantar no Dia dos Namorados – Por Elizabeth Werneck

Alto Caparaó um destino romântico para datas especiais. – Por Viajando com Moisés

Era uma vez um chalezinho – Por Viajando com a Cintia

Cânions do Sul: Um Destino Romântico – Por Dica das Twins

Lua de mel no Brasil: 6 destinos incríveis para casais – Por Flor na Cabeça

 Dia dos Namorados: Saiba como tudo começou – Por Viaje com Norma

Destinos Românticos para fim de semana dos namorados – Por Enquanto Elas Crescem

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo