Destino Nacional

O que fazer em Visconde de Mauá [2023]

Você é do tipo de pessoa que adora viajar para cidades pequenas, que possuem clima de interno? Roupa é que locais uma vez que esses sempre são mais acolhedores, além de transmitir uma longa sensação de silêncio e sossego.

Inclusive, lugares assim são ideais para quem quer curtir as férias com um pouco de folga. Portanto, se você está procurando por um lugar com essas características, com certeza Visconde de Mauá é uma das melhores opções, uma vez que há muito para oferecer.

Cachoeiras, parques naturais e gastronomia típica são unicamente algumas das coisas que você vai encontrar nessa vila. Por ser uma região muito sossegada, é uma ótima escolha para aqueles que querem ter contato com a natureza, por exemplo.

No entanto, ainda que seja uma vila relativamente pequena, isso não quer expressar que você consegue saber tudo em unicamente uma semana. Na verdade, devido a sua localização, há diversos outros locais próximos que você deve saber.

Sendo assim, se você quer saber mais sobre o que fazer em Visconde de Mauá, é só continuar a sua leitura nos parágrafos aquém. Confira.

O que fazer em Visconde de MauáPin It”>O que fazer em Visconde de Mauá” class=”pin-it-button” count-layout=”nivelado”>Pin It

O que leste item aborda:

Porquê é Visconde de Mauá?

A primeira coisa que você precisa entender a saudação desse matéria é que Visconde de Mauá não é um município. Na verdade, trata-se de uma ampla região, a qual engloba território de mais de um estado brasiliano.

Visconde de Mauá fica no meio da Serra da Mantiqueira, no limite entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais. O sítio corresponde a segmento de três territórios de diferentes municípios, sendo eles: Resende (RJ), Itatiaia (RJ) e Bocaina de Minas (MG).

O sítio é recheado de áreas verdes e parques, os quais se dividem entre os federais e os estaduais. Fora isso, é válido ressaltar que a região é muito conhecida por suas três principais vilas, que são: Maromba e Visconde de Mauá (lado fluminense) e Maringá, onde metade fica do lado de Minas, e a outra no Rio.

Ou seja, uma vez que a região engloba três municípios de dois estados diferentes, não há uma vez que esperar menos do que uma experiência incrível e dinâmica, não é mesmo? Portanto, nos tópicos seguintes, iremos falar um pouco mais sobre o que fazer em Visconde de Mauá.

As três vilas

Porquê você pôde notar, Visconde de Mauá é uma vila que há muito a oferecer, tanto em relação à cultura quanto em pontos gastronômicos. Mas, para que a sua viagem se torne mais inolvidável, deve-se planejar todos os locais que você precisa saber.

Por isso, nos tópicos seguintes, iremos falar um pouco mais sobre as três principais vilas e algumas de suas características.

Vila de Maromba

A vila de Maromba é uma das principais da região e, por esse motivo, você não pode deixar de saber esse sítio. A região possui muita venustidade procedente e detém uma áurea um pouco esotérica. Inclusive, há vários hippies e místicos que transitam pela vila.

Portanto, se você tem um estilo mais recíproco, com certeza vai se gostar por essa vila. Inclusive, devido a essa atmosfera mística, é muito fácil encontrar artesanato místico, uma vez que cristais, amuletos e coisas do gênero.

Além do mais, as opções de hospedagem costumam ser mais baratas, em próprio se for qualquer hostel ou camping.

Vila de Maringá

Essa é uma vila que possui um transacção mais farto e diversificado. Ou por outra, há muitas opções de restaurantes, assim uma vez que uma rede de hotelaria muito interessante, já que há alternativas que ficam quase que dentro da vila.

A vila de Maringá se divide em duas: o lado RJ e o lado MG. E isso só é verosímil porque o Rio Preto, que marca a fronteira, cruza o povoado muito ao meio. O lado mineiro é mais sofisticado, enquanto o outro é mais simples e barato.

Vila de Visconde de Mauá

A vila que dá nome a região é um pouco mais “campestre”, além de ser muito pequena. A foto mais clássica a se fazer lá é de frente com uma igrejinha branca e azul. O meio é um pouco simples, com lojinhas de artesanato.

Mas, também possui uma feira do produtor, com orgânicos plantados na própria região. Ainda é verosímil comprar legumes, pães, geleias e demais produtos. Ocorre todos os domingos na Galeria Localidade do Imigrantes.

O que mais saber em Visconde de Mauá?

Já falamos sobre as três vilas da região, e vale a pena saber cada uma delas. No entanto, há outros locais que valem a pena ir. Dentre todos, podemos reportar?

Cachoeiras

Ir às cachoeiras é um dos principais atrativos da região, sendo que cada uma possui tamanho e formas diferentes. As mais famosas ficam todas na mesma estrada, ideal para quem vai pela primeira vez ao sítio. O giro engloba as seguintes:

  • Catarata do Escorrega: tem esse nome porque o paredão de pedra forma um escorredor. Ao volta, há barzinhos e feiras de artesanato aos finais de semana;
  • Poção 7 metros: possui águas mais calmas e um trampolim procedente. Mas, a catarata possui 5 metros de profundidade;
  • Véu da Prometida: um pouco mais a frente, está o Véu da Prometida, que detém 15 metros de queda d’chuva. É muito protegida pela mata e, por isso, a chuva costuma ser mais gelada.

Parque Ecológico Cachoeiras do Santuário

Trata-se de um parque que abriga 20 cachoeiras, o que é capaz de lhe render um dia inteiro de atrações. Porquê a ingressão é paga, o sítio possui uma boa estrutura de pedestal, com banheiros, bar, lanchonete, trilhas demarcadas etc.

Trilha da Pedra Selada

Os dois picos da Pedra Selada remetem a cubículo de cavalo, e daí vem o nome. A marcha até o pico leva murado de 2 horas, onde o viajante passa por matas fechadas e cachoeiras. O topo do município de Resende possui 1780m.

Vale do Pavão

O vale possui uma paisagem de tirar o fôlego, a qual pode ser apreciada desde um mirone, que possui murado de 1500 metros de altitude. Porquê as subidas são íngremes e com bastante barro, o ideal é ir com um 4×4.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo