Destino Nacional

O que fazer em 4 dias em Manaus: melhor roteiro [2023]

O turista brasileiro ainda está apenas descobrindo a multiplicidade de destinos, cenários, sabores e experiências que a floresta amazônica e suas cidades tem a oferecer. Historicamente restrita a estrangeiros, só agora o brasileiro de outras regiões tem voltado seu olhar a região norte com a atenção merecida. Por isso, separei para vocês o melhor roteiro em Manaus, tudo para você saber o que fazer em 4 dias em Manaus.

Inicialmente, é preciso destacar que Manaus é a maior cidade da região Norte. Além disso, conta com um leque riquíssimo de atrações que envolvem patrimônio histórico, cultura, cenários naturais, praias (claro, de água doce), gastronomia típica e diversão. 

Dessa forma, para enumerar todas as possibilidades e te ajudar a desfrutar ao máximo a vida manauara, listei um roteiro de quatro dias inteiros pela cidade e seus arredores. Sendo assim, você saberá o que fazer em 4 dias em Manaus, contemplando ao máximo os recursos da capital amazonense. 

O que este artigo aborda:

Roteiro Manaus: Dia 01

Atualmente, Manaus é uma metrópole movimentada que abriga mais de duas milhões de pessoas, mas evidentemente, o visitante quer algum contato com a floresta amazônica. Para isso, uma boa pedida é iniciar o primeiro dia no MUSA, o museu da Amazônia.

No MUSA, o viajante terá seu primeiro contato com a região amazônica. No museu, o viajante terá primeiro contato com a selva, além da chance de conhecer mais sobre a fauna e a flora da região. Além disso, percorrerá trilhas, vendo lagos com vitórias régias, lendo painéis sobre as comunidades indígenas da área. Por fim, poderá subir em um mirante com excelente vista de 360 graus para a floresta. 

É um passeio que, feito com calma, durará um turno inteiro. Portanto, se o visitante chegar bem cedo, poderá percorrer a atração sem pressa e ainda aproveitar a parte da tarde em outro lugar.

Por fim, o museu abre das 8:30 da manhã todos os dias, exceto as quartas feiras e há opções de visitas guiadas que precisam ser reservadas. 

Dia 01 – continuando pela Manaus cosmopolita

Após a visita ao Museu, a ideia é seguir para o centro da cidade. Lá você conhecerá o outro lado de Manaus, a parte urbana, cosmopolita e densamente povoada. Contudo, também encontrará um patrimônio histórico preservado, perfeito para começar nossa lista sobre o que fazer em Manaus em 4 dias.

Além disso, no caminho, é possível fazer uma parada na Arena da Amazônia, estádio que recebeu quatro partidas da copa do mundo de 2014. Infelizmente, só é possível visitar o seu interior em grupos de mais de vinte pessoas. 

Uma vez no centro, duma boa pedida é almoçar uma comida típica que pode ser saboreada em restaurantes do porto ou do mercado municipal. A culinária amazonense conta com pratos derivados da floresta e do rio, como peixes assados, caldeirada de Tambaqui e o tradicional pato no tucupi. No mercado, a melhor pedida é o Jaraqui frito, uma iguaria extremamente popular e famosa nesse espaço. 

Além disso, ainda no centro, vale visitar tesouros arquitetônicos manauaras:

  1. Palácio do Rio Negro, residência do governo estadual;
  2. o Teatro Amazonas, maior cartão postal da cidade, que apresenta o requinte da riqueza que a cidade obteve durante o ciclo da borracha.

É possível fazer uma visita guiada em seu interior, mas vale a pena estar atento ao site oficial e buscar pela programação de espetáculos e apresentações. 

Por fim, o Largo de São Sebastião, praça onde o teatro está localizado, é bem movimentado a noite. Assim, é um local muito agradável para um jantar, um petisco, uma cerveja, um sorvete. Ou até mesmo um açaí, que aqui pode ser apreciado no seu estado mais natural e sem tanto apliques quanto acontece em outras regiões. Os arredores do largo são um dos espaços que reúnem mais turistas para a vida noturna da cidade. 

O que fazer em Manaus em 4 dias – Dia 02

No segundo dia do nosso roteiro em Manaus, a sugestão é acordar cedo e após um café da manhã típico, com sanduíche de queijo coalho com banana frita e tucumã acompanhado de um suco de frutas locais. Após, você seguirá para a Marina do Davi, pequeno porto fluvial de onde saem um dos passeios manauaras indispensáveis, o museu do seringal. 

Localizado em uma antiga propriedade rural, o local reúne um acervo histórico e natural riquíssimo para recontar a história do ciclo da borracha. Entre os finais do século XIX e início do século XX, a exploração de látex na região de Manaus se tornou a principal atividade econômica e permitiu o desenvolvimento da cidade que conhecemos hoje.

O museu apresenta um retrato geral de uma época importante, destacando a vida luxuosa para os padrões da época da família de fazendeiros e a vida dura dos seringueiros. 

Na volta, vale uma parada na praia da Lua, um dos cenários naturais mais apreciáveis com suas areias brancas banhadas pelas águas escuras do rio. E seguindo, chegando a Marina do Davi, o visitante estará a uma curta distância da praia de Ponta Negra, a praia urbana mais importante da capital e um dos bairros mais nobres da cidade atualmente. 

Ponta Negra possui um dos pôr do sol mais requisitados de Manaus e reúne restaurantes e vida noturna para aqueles que tenham interesse em curtir essa etapa da cidade. 

Dia 3: roteiro em Manaus

Prosseguindo nosso Roteiro em Manaus e sobre o que fazer em Manaus em 4 dias, chegamos ao dia 03. É hora de começar a explorar os arredores da cidade e nada melhor do que começar visitando o núcleo da selva amazônica. Para isso, o ideal é contatar uma agência que organiza excursões com diferentes prazos de duração e que podem incluir pernoite em meio a mata e atividades matinais, como pescaria e avistamento de animais como jacarés e outros. 

Contudo, nosso tempo está mais escasso e a sugestão fica pra um passeio de dia inteiro pelas atrações naturais que a densa floresta pode proporcionar. O passeio se inicia no porto, onde um barco levará inicialmente até o encontro das águas. O rio Amazonas se forma próximo a cidade de Manaus a partir da junção das águas escuras, cor de coca cola, do rio Negro e das águas barrentas do rio Solimões. Durante alguns quilômetros elas seguem juntas sem se misturar, criando um espetáculo visual interessantíssimo. 

Em seguida, o passeio segue para dentro do cenário selvagem onde haverá a possibilidade de se avistar animais como botos e jacarés, ver espécies da flora local e desfrutar de praias de água doce. Geralmente os passeios de agência incluem um almoço com receitas típicas, mas é importante consultar no ato da compra. 

Além disso, os tours também costumam incluir uma visita a uma aldeia indígena ou a uma comunidade ribeirinha, no entanto, desde a pandemia de covid 19, algumas delas estão negando a visita de turistas. Com a melhoria do quadro pandêmico, também é bom conferir a disponibilidade desse passeio. 

De volta a Manaus, a sugestão é curtir o agito noturno na praça do caranguejo, um dos points mais badalados da cidade, cercada por diversos bares e restaurantes sempre muito movimentados. Não deixe de provar o bolinho de Pirarucu, delicioso aperitivo local que acompanha muito bem uma cerveja ou caipirinha de frutas exóticas. 

Dia 4: o que fazer em Manaus em 4 dias

O último dia do nosso roteiro em Manaus é pra ser desfrutado fora da capital amazonense. O mais comum é que os turistas sigam aproximadamente 120 km a norte, sentido Boa Vista, para chegar a pequena cidade de Presidente Figueiredo.

O município é conhecido pelas suas cachoeiras e cenários naturais em meio a selva que devem fazer parte do roteiro, mas é recomendado priorizar a passagem pela caverna do Maroaga e pela gruta da Judeia, duas belíssimas formações geológicas, onde também é possível banhar-se em quedas d’água e apreciar o cenário. 

Cotnudo, essa não é a única alternativa. Saindo da cidade pelo bairro de Ponta Negra, no sentido sul, atravessando o rio pela Ponte Phelippe Daou, e alcançando a rodovia AM 070, chega-se ao município de Iranduba. 

Além disso, existem dois passeios principais aqui: o mais interessante é visitar as ruínas do hospital psiquiátrico na pequena vila de Paricatuba. Dali, é possível seguir para a concorrida e animada praia de Açutuba. A praia é considerada a correspondente amazonense da belíssima praia de Alter do Chão no estado do Pará. Ali, na estação seca, que vai de setembro a janeiro, a baixa do volume das águas do rio cria um bonito braço de areia que entra rio adentro, formando um cenário visual belíssimo. 

Manaus e a floresta amazônica  

O leitor pode concluir facilmente que visitar Manaus durante quatro dias é uma experiência incrível em que atividades diversas poderão ser desfrutadas e algumas até poderão ser deixadas para uma próxima visita a cidade. Manaus é cultura, é sabor, é história, é geografia, é beleza e é definitivamente uma cidade que merece a sua visita. 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo