Lugares
2 anos atrás

O Pico Do Olho D’agua é um dos pontos turísticos de Mairiporã mais conhecidos

O Pico Do Olho D’agua é um dos pontos turísticos de Mairiporã mais conhecidos

Para quem está disposto a ficar em paz e também levar o estresse para bem longe dos olhos, do corpo e do coração, a dica é dar uma volta no Pico do olho d’água Mairiporã, interior de São Paulo e conhecer um dos locais mais belos que reúne a natureza.

Há 40 km do marco zero da capital paulistana facilmente localizada no mapa que possibilita chegar mais rápido ao pico do olho d’água que também chega pela Rodovia Fernão Dias. Calma, vamos explicar mais… A estrada pico do olho d’água dá acesso ao local com variedades de acomodação como os hotéis de Mairiporã, o pico do olho d’água camping, Mairiporã pousadas, o sitio florentino Mairiporã entre outros. Além disso, convém consultar em Mairiporã o que fazer, dá por exemplo, para visitar as sete quedas Mairiporã, cachoeira da caceia, pico da serra do olho d água, cachoeiras em Mairiporã, fora a famosa Paiva Castro, afinal acredito que o ponto de maior interesse lá em Mairiporã represa, com certeza!

O que mais vale a pena é o contato com os esportes radicais. A via que dá um panorama mais que espetacular alcança 1200 m, repleto de veredas íngremes, cachoeiras e uma vista de tirar o fôlego.

O passeio é um misto de tranquilidade e adrenalina que pode ser praticada com bikes e até na caminhada, para aqueles que não estão a fim de dirigir ou usar o carro como meio de transporte.

Mairiporã quer dizer “cidade bonita”, em tupi é um município paulistano com localização privilegiada entre São Paulo a Serra da Cantareira. No caminho, a represa e natureza combinam sua maestria que encantam os turistas e encantar com o enorme Pico do Olho D’água, também conhecido por Morro do Juqueri e ponto mais alto da região, com domínio de boa parte do quadrante norte da cidade com suas encostas forradas de verde.

Para os amantes da natureza o trajeto é mais fácil se considerar a forte subida para alcançar o ponto mais alto do ambiente. Consolo para muitos é o cheiro de mato e raiz, além da infinidade de plantas e matas que circundam o caminho, bem forte na subida. Pedreiras e sombras ajudam no descanso e paradas para um breve lanche. O horário da viagem também deve ser observado para garantir menos calor e mais frescor. No percurso pode-se observar também trilhas íngremes com pedras e lugares estreitos, próprio para quem está a pé ou de bike, proporcionando adrenalina e espírito de aventura.

Quem já foi quer repetir a proeza e quem ainda não teve a oportunidade de conhecer o local, a chance está aí, esperando para ser o próximo destino.
A dica está centrada em ir acompanhado. Chamar um grupo de amigos e combinar um dia diferente é a oportunidade certa para um ligar que merece.

Boa viagem, bom passeio. Lembre-se de deixar seu comentário ai embaixo para quem também tem curiosidade sobre o local.

Conheça mais o Viagempedia

O Viagempedia é um site para quem adora curtir o lado bom da vida, como viagens, boa gastronomia e ótimas experiências. Encontre restaurantes, pontos turísticos e passagens aéreas e muito mais. Nós amamos um bom hotel, uma viagem para pontos turísticos interessantes e aproveitar o melhor da gastronomia. Nós comemos, viajamos e contamos tudo por aqui... Leia Mais