áfrica do sul línguas oficiais sesoto

Destinos da África do Sul: o que fazer, por onde começar e quanto custa
Destinos da África do Sul: o que fazer, por onde começar e quanto custa

Destinos da África do Sul: o que fazer, por onde começar e quanto custa

Começamos muito bem, deve estar se perguntando o motivo, bom... para começar, a informação vem diretamente do Consulado da África do Sul. Brasileiros devidamente documentados de seus passaportes tem visto de permanência por lá de até 90 dias (turismo e/ou negócios). Para validar a estadia é importante apresentação do passaporte com validade de até um mês do dia de retorno ao Brasil, conter ao menos uma página em branco e apresentar o Certificado Internacional da Vacina, o CIV, com a vacina contra a febre amarela que deverá ter sido consumida há no mínimo 10 dias anteriores ao embarque.

Você deve estar se perguntando sobre a África do Sul e seus pontos turísticos, calma que vamos falar bastante coisa legal pra você ficar afiado na hora de fazer escolhas certas planejando sua inesquecível viagem para a África do Sul. Emocione-se com o melhor do turismo na África do Sul e a vida selvagem de um safari ou conheça a famosa gastronomia e vinhos de dar água na boca da África do Sul. Faça seu melhor roteiro. Já pensou num mergulho nas praias paradisíacas de Durban? Veja o mundo do topo da Montanha da Mesa ou curta um dos mais alucinantes bungee jumps do mundo e ainda, deslumbre-se com as paisagens de tirar o fôlego, conheça a balada vida urbana de Joanesburgo, fique cara a cara com animais marinhos e mais, mergulhe com tubarões. Pois é, Africa do Sul e suas curiosidades... Começamos muito bem, deve estar se perguntando o motivo, bom... para começar, a informação vem diretamente do Consulado da África do Sul. Brasileiros devidamente documentados de seus passaportes tem visto de permanência por lá de até 90 dias (turismo e/ou negócios). Para validar a estadia é importante apresentação do passaporte com validade de até um mês do dia de retorno ao Brasil, conter ao menos uma página em branco e apresentar o Certificado Internacional da Vacina, o CIV, com a vacina contra a febre amarela que deverá ter sido consumida há no mínimo 10 dias anteriores ao embarque. Curiosidades: a forma de governo é republica de sistema misto. A área do país totaliza 1.221.040 km² e a população passa de 50 milhões de habitantes, sua capital, aliás... capitais, são Pretória, Cidade do Cabo e Bloemfontein. As línguas são: africâner – língua oficial, I I línguas africanas e na tabela do índice de Desenvolvimento Humano a África do Sul está em 128º lugar apresentando 0,683 contemplando um conceito de desenvolvimento médio, antes de Marrocos e após Namíbia. O Brasil está em 75º lugar com número igual a Granada, que está no 74º lugar com 0,813; antes da Bósnia-Herzegovina, Colômbia e Peru. A renda per capita é de US$ 5.566 e a mortalidade infantil está em 49% [1]. A África do Sul tem inúmeros pontos de interesse, um deles e o mais famoso, diria... é o conhecido safari. Conhecer os animais é realmente uma grande atração, uma experiência que deve ser vivida por todo ser humano. A beleza de um safari está muito além do que os olhos são capazes de ver, descubra a Africa do Sul com animais vivendo em sua vida real, com paisagem real, com a beleza real... E isso importa muito! Os safáris podem ser contratados através de diversas agências de viagens aqui mesmo no Brasil, antes mesmo de ir. E é indicado no período frio, de inverno (entre maio e setembro – além do mato ser mais baixo e dar pra ver os animais coma mais facilidade. O verão é muito quente, mas a chance de ver os filhotes também aumenta. Os guias turísticos habitualmente oferecem passeios para conhecer algumas comunidades locais e até fazer safáris noturnos pé ou de bicicleta. Um período de três dias numa private game reserve que oferece 6 game drives (sendo 3 pela manhã e 3 no período da tarde) é tempo é suficiente para ver a maioria dos animais. Existem diversas opções de hotéis nas regiões, dentro e nos arredores dos parques nacionais e reservas. Mas agora deve estar se perguntando o que levar. Diria que a máquina fotográfica é a única que certamente não poderá faltar. Se tiver um binóculo, leve também. Viajar para a África do Sul é descobrir uma culinária com sabores incríveis e desvendar restaurantes que jamais serão esquecidos. E uma curiosidade bem legal é que um dos alimentos mais típicos da África do Sul é o Biltong, não dá para se ter ideia do que é pelo nome não é? Mas é simples, é apenas um tipo de carne seca criado pelos holandeses que exploravam a África do Sul. Consiste em ressecar e salgar a carne, método utilizado para preservar o alimento durante as viagens, mais ou menos como no Brasil. Já imaginou? Dois oceanos com praias paradisíacas e muita diversidade, são cenários para diversos gostos, de areias repletas de famílias a praias cheias de curtição. Curiosidade: A África do Sul é banhada pelos oceanos Atlântico e Índico, que se encontram no Cabo das Agulhas. Em geral, as águas do Atlântico são muito geladas, enquanto as do Índico são um pouco mais quentes, com uma temperatura amena ideal para um banho de mar. O QUE LEVAR? Lembre-se do protetor solar, chapéu e máquina fotográfica. ONDE FICAR? As praias disponibilizam de uma vasta gama de hotéis e pousadas. Tem tantas atrações que dá até pra se perder antes de ir pra lá... CIDADE DO CABO E PENÍNSULA DO CABO, por exemplo: são famosas pelas belezas naturais, sendo a Table Mountain o seu mais famoso cartão postal. A Cidade do Cabo oferece uma linda observação de baleias, ótimas compras, vida noturna, gastronomia e vinhos, além do clima típico de cidades praianas. Tem as vinícolas premiadas da África do Sul com os roteiros de vinho da Cidade do Cabo e a gastronomia de lá por todo o caminho. Conhecida como o jardim do éden da África do Sul, a famosa Garden Route é repleta de riquezas naturais, atrai entusiastas e aventureiros, os fãs de atividades ao ar livre. JOANESBURGO, por exemplo é outro ponto turístico africano que merece seu devido respeito. A “Cidade de Ouro” tem infinitas oportunidades para que adora ir às compras e se divertir, também é opção para os que querem comer bem e conhecer a parte histórica do país. E tem a ILHA ROBBEN com a história de Nelson Mandela, o prisioneiro mais famoso da ilha, transformou essa instituição de crueldade num símbolo triunfante do espírito humano. E claro, a Robusta e indomável, a Wild Coast, aquela que possui as praias desertas, os golfinho e passeios a cavalo. Por lá também tem opções como trilhas, hotéis aconchegantes, golfe, cassinos, patrimônio Xhosa e o famoso Hole-in-the-Wall, o arco rochoso no mar. E só para falarmos, um dos mais importantes também, que precisa ser citado, é o PARQUE NACIONAL KRUGER, que é hoje mundialmente conhecido. Ele tem aproximadamente 2 milhões de hectares e 16 ecossistemas. Dá pra fazer safari a pé ou num 4x4. É só escolher! Ficou com vontade de viajar? Então se liga na parte burocrática. Siga corretamente estas orientações para tirar o passaporte, são simples.
  • Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (regulamentado pelo RSI), comprova a vacinação contra doenças. Lista de países que exigem o certificado - http://www.who.int/ith/en/;
  • Tomar a vacina disponível pelo sistema SUS;
  • Pré-cadastro no SISPAFRA (http://www.anvisa.gov.br/viajante), não é obrigatório, mas adianta o atendimento;
  • Comparecer pessoalmente ao endereço do emissor do CIVP, pois a emissão é condicionada a assinatura do viajante.

Documentos importantes:

  • Carteira de vacinação e documento original com foto. O documento deve estar preenchido de maneira correta e completa com a data, tipos de vacinas e assinatura do profissional que fez a aplicação junto ao endereço do endereço o qual esteve para aplicação do remédio.
Obs: os documentos aceitos são vários. Pode ser RG, Passaporte, Carteira de Motorista válida, etc. A apresentação de Certidão de Nascimento serve apenas para menores de 18 anos, e crianças a partir de 9 meses já devem tomar as vacinas e indígenas que não possuem documentação estão dispensados de apresentação de documento de identidade.

Criança e Adolescente

Para a emissão do CIVP, que se dá nos centros de Orientação para a Saúde do Viajante para o menor de idade, não é necessária a presença da criança ou do adolescente quando os pais ou responsáveis pelo mesmo façam a solicitação.

Lugares legais e dicas para sua viagem ser um verdadeiro sucesso

  • Safari fotográfico no Kruger National Park (Mpumalanga), ou safari fotográfico numa reserva particular é uma sugestão bem legal e típica. E ter a chance de ver os Big fiv, termo criado pelos caçadores que refere-se aos cinco mamíferos selvagens mais difíceis de serem abatidos por todo o continente africano: o leão, o leopardo, o elefante, o rinoceronte e o búfalo, da savana africana são os animais mais temidos.
  • Visitar um “township” vilarejo (Zulu ou Ndebele ou Lesedi, para aprender um pouco sobre a cultura deles e comprar alguns souvenirs) – curiosidade: na África do Sul, o termo township dá referência a áreas urbanas habitadas, chegam a ser subdesenvolvidas que, sob o Apartheid, estavam reservadas aos não brancos, em especial Africanos negros e mulatos, mas também indianos da classe trabalhadora. Costumava-se construir os townships na periferia de vilas e cidades.
  • Visitar a Table Mountain (em Cape Town) ou um tour pela rota dos vinhos (Wineland, em Cape Town).
  • COMPRAS: Compras no Mercado Indiano para comprar souvenirs (em Durban).
  • Conhecer os estádios de futebol que sediaram a Copa de 2010: Moses Mabhida (em Durban), Soccer City (Johannesburg), Green Point (Cape Town).
  • Visitar Cape Point, o Cabo da Boa Esperança (em Cape Town).
  • Visitar Robben Island (em Cape Town, a ilha que já foi um presidio, onde o ex-presidente Nelson Mandela ficou aprisionado por 18 anos e que hoje está aberto para visitação).
  • Esportes radicais: destaque para o bungee-jumping mais alto do mundo (ponte Blaauwkrans, no rio Storms, com queda livvre de 180 metros em 193 km/h, em Eastern Cape).
  • Fazer compras em Sandton (Johannesburg), Gateway (Durban), ou Shopping Centers em Waterfront (Cape Town).

Gostou e quer mais? Se liga nas últimas dicas

Tem muito lugar para tirar dúvidas pela internet. O site oficial de Turismo da África do Sul: www.southafrica.net; Tem um comparativo do custo de vida na África do Sul: http://www.numbeo.com/cost-of-living/country_result.jsp?country=South+Africa *neste site é possível escolher a cidade referência (por exemplo: Cape Town) e também escolher a moeda de conversão (BRL = moeda brasileira). Site da Embaixada e do Consulado Geral da República da África do Sul no Brasil: www.africadosul.org.br; Tem o site oficial do Consulado/Embaixada da África do Sul no Brasil:http://www.africadosul.org.br/?pg=videos * na página de Vídeos poderá assistir e/ou baixar os vídeos em formato DVD. Para os que curtem mesmo definir o passeio, esse é o link de diversos mapas: rodovias nacionais, províncias, ruas e regiões, reservas, áreas de risco da malária: South African Maps - An Atlas: http://www.sa-venues.com/maps/default.htm . Indique para os amigos ou sugira edições. Lembra de curtir e compartilhar esta matéria :) *[1] Dados coletados no Atlas Geográfico Melhoramentos 3ª edição, 8ª impressão 2015 (ISBN: 978-85-06-06305-7)