Como ir para a Chapada Diamantina e aproveitar as férias

Como ir para a Chapada Diamantina e aproveitar as férias
Danielle Pereira / Flickr

Fazer uma viagem de férias à Chapada Diamantina é o verdadeiro passaporte para o paraíso. Localizada na Bahia e venerada para quem aprecia cachoeira e trilhas, cavernas, patrimônios arqueológicos, esportes radicais e contato com a natureza em geral.

A Chapada Diamantina é um lugar ainda pouco explorado pelos grandes hotéis e ideal para você levar sua barraca ou mesmo ficar em pousadas, pois não custam caro. Chapada Diamantina – aí está um lugar para quem gosta mesmo de economizar, lá você come bem por pouco, tem hospedagem barata.

Está situada bem no centro do interior da Bahia e é um paraíso para quem gosta de natureza e do espaço pouco explorado. Ideal para grandes aventuras, quem tem este espírito aventureiro, vão amar a Chapada Diamantina.

Cachoeira da Fumaça – Trekking e Rapel

Uma das mais famosas cachoeiras da Chapada Diamantina, ela chama atenção pelo seu tamanho e beleza, é uma cachoeira que vai fazer você se sentir pequeno. Nela é possível esportes radicais como rapel e trakking.

Patrimônio arqueológico

As imponentes Serras da Chapada Diamantina foram formadas a 1,7 bilhão de anos e ao longo deste tempo muitos já habitaram este lugar, ao contrário dos que pensam ser, os índios, os primeiro habitantes do nosso território, descobertas arqueológicas mostram que há muito tempo os pré-históricos já habitava a Chapada Diamantina – este maravilhosos lugar.

Gruta Azul

A Gruta Azul é uma caverna de rocha calcária localizada na Chapada Diama é uma bela vista de um enorme lago de cristal. Na entrada da gruta os saios de sol que conseguem entrar refletem na água mineral e produzem um efeito luminosos deslumbrante de tons de azul.

Avaliação
Data da avaliação:
O que foi:
Chapada Diamantina

Deixe seu comentário:

Por Redação

O parque nacional foi criado em 16 de setembro de 1985[18] através de um decreto federal, com uma área de 152 mil hectares na região da Chapada Diamantina, distribuído pelos municípios de Andaraí, Ibicoara, Iramaia, Itaetê, Lençóis, Mucugê e Palmeiras. É administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio)[17][18] e localiza-se entre as coordenadas geográficas 41º35’-41º15’ de Longitude Oeste e 12º25’-13º20’ de latitude Sul. O turismo ecológico consciente dá à Chapada as melhores características de um polo de lazer que preserva a natureza. O acesso é feito por diversas entradas sem registros precisos sobre visitações. Ainda assim o ICMBio afirma que a Cachoeira da Fumaça e a Trilha dos Aleixos, onde há controle de acesso, superem os 25 mil e 15 mil visitantes anuais, respectivamente. Destacam-se também a visitação pela Trilha do Pati e em direção à Cachoeira do Sossego.

O parque é classificado como categoria de área protegida II (parque nacional) da IUCN e tem o objetivo de preservar ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica, possibilitando a pesquisa científica, educação ambiental, lazer ao ar livre e ecoturismo. Os principais problemas da administração do parque são os incêndios florestais, a regularização fundiária e o controle de visitantes, uma vez que põem em risco a diversidade biológica, atração turística e o abastecimento de água de Salvador por meio do Rio Paraguaçu.

Mapa da Chapada Diamantina

+ Artigos

10 dicas para escolher o hotel perfeito para você
10 dicas para escolher o hotel perfeito para você
Como fazer o seguro viagem
Como fazer o seguro viagem
Você pode trabalhar no Hotel Palácio Tangará em SP, veja como
Você pode trabalhar no Hotel Palácio Tangará em SP, veja como
Ecoturismo: nomes de animais engraçados pelo mundo
Ecoturismo: nomes de animais engraçados pelo mundo

Tags:, , , , , , , , , , , ,